​DeSkaReggae Sound System celebra dia nacional do reggae em BH

DeSkaReggaecapa

O intercâmbio cultural entre Brasil e Jamaica é notável no cinema, na culinária e, claro, na música. O reggae e seus subgêneros são há décadas reapropriados em solo nacional e, não à toa, comemoramos o Dia Nacional do Reggae. Para celebrar a data, no dia 12 de maio, a partir das 20h, o DeSkaReggae Sound System realiza uma festa no NECUP. Além de curtir o sistema de som, o público confere a banda paulista QG Imperial, que se apresenta ao lado de convidados especiais: Celso Moretti, Ras Bernardo (fundador da Cidade Negra), Laylah Arruda e Monkey Jhayam. A noite também conta com projeção do documentário “Minha boca, minha arma” e roda de conversa.

Inspirado nos antigos sistemas de som populares na Jamaica na década de 1950, o DeSkaReggae Sound System foi criado em 2011 em Belo Horizonte. Tudo começou quando Leo Vidigal, Rafael Rosa (Ruffah), Pedro Varella e Yuga decidiram se reunir para compartilhar o conhecimento musical de cada um. Em um momento em que a cultura de rua da cidade ganhava força e expressividade, o DeSkaReggae chegou para somar, divulgar os gêneros musicais de origem jamaicana e dialogar com a pulsante cena nacional dos sound systems.

Além de possuir equipamentos próprios e grande acervo de discos de vinil, o grupo também desenvolve trabalho autoral. Desde a sua fundação, mantém um acervo único com músicas criadas em parceria com artistas jamaicanos e brasileiros. Na cultura soundsystem, tais gravações são registradas em pequenos discos exclusivos (e não comercializados) conhecidos como dubplates. O DeSkaReggae também já lançou diversas mixtapes e, recentemente, assinou contrato com a gravadora norte-americana Delicious Vinyl para lançar álbuns com Prince Fatty, produtor londrino.

O DeSkaReggae já recebeu importantes nomes da música jamaicana em seus eventos, entre eles Lone Ranger, Ranking Joe, Johnny Osbourne, além de artistas de outros países, como o britânico Channel One e Kebra Ethiopia, da África do Sul. Cantores locais e nacionais também estão sempre presentes: Monkey Jhayam, Laylah Arruda, Michel Irie, Jr. Dread, Lucas Rasta e Lelo Youth são alguns exemplos. O grupo já se apresentou em cidades como Fortaleza, Natal, São Paulo, Rio de Janeiro, Curitiba, Florianópolis e Ouro Preto.

A festa

Para participar da festa, o DeSkaReggae convidou artistas expressivos do reggae nacional. A banda QG Imperial e o cantor Monkey Jhayam são destaque na cena cultural paulistana e recentemente lançaram disco com influências da música jamaicana, brasileira e africana e letras com críticas político-sociais. De Belo Horizonte, Celso Moretti apresenta o seu conhecido reggae favela, em que incorpora sonoridades do seu cotidiano ao gênero jamaicano.

DeSka Reggae

 

Já a história de Ras Bernardo se confunde com a do reggae tupiniquim: além de extenso trabalho solo, ele foi o fundador da banda Cidade Negra, da qual fez parte até 1996. Na festa, Laylah Arruda representa as mulheres do reggae. A cantora, MC e professora de canto também possui duas bandas, já lançou trabalhos em parceria com artistas de vários países, discos solos e segue na luta pelo protagonismo feminino.

Quem for ao NECUP também poderá participar de roda de conversa sobre a cultura jamaicana e a sua relação com o Brasil, além de assistir ao documentário “Minha boca, minha arma”. Lançado pelo DeSkaReggae, o projeto é fruto de pesquisa sobre a cena sound system de Londres e foi realizado pelo professor e DJ Leo Vidigal e por Delmar Mavignie. A intenção é que o filme seja visto, ouvido e dançado em um ambiente de sound system.

DeSkaReggae Sound System apresenta Dia Nacional do Reggae

Data: 12/05

Horário: 20h

Local: NECUP (Núcleo de Estudos da Cultura Popular) – Av. Nossa Senhora de Fátima, 3312, Prado

Ingressos: R$15 a R$25

Informações: aqui

Gostou? Espalhe!

Be first to comment